Casar na praia: sabe como!
Casar na praia: sabe como!

O mar como pano de fundo é o cenário perfeito para se celebrar o amor e dizer o “sim, aceito!”, à cara-metade. Hoje dizemos-te tudo sobre casar na praia e como podes conseguir o evento perfeito

 

É permitido casar na praia?

Uma vez que as praias são espaços públicos não é permitido realizar cerimónias religiosas ou civis a não ser que peças uma licença para isso. 

Caso a praia que pretendes casar seja uma praia selvagem, sem concessões o caminho será trabalhoso uma vez que terás de pedir uma licença à Capitania Regional (uma entidade responsável pela gestão da orla costeira portuguesa). Se a cerimónia envolver fogueiras ou fogos de artificio deverás, também, pedir uma autorização da Junta de Freguesia em questão. Estes processos devem ser feitos com, pelo menos, 30 dias de antecedência. Existem, ainda, custos associados e corres sempre o risco de te negarem a licença. E lembra-te que terás de somar este valor ao valor da licença de casamento e do custo de deslocação do celebrante (que pagas à conservatória onde fizer o registo).

 

Existem alternativas?
Felizmente existem alternativas. Podes realizar o teu casamento em qualquer espaço privado que tenha a concessão de uma praia, poupando tempo, dinheiro e algumas dores de cabeça. Se escolheres um restaurante, hotel ou bar de praia não terás de te preocupar com a questão da infra-estrutura.

 

E na época balnear?
Nesta altura as regras são exatamente as mesma. No entanto (dizem todos os wedding planners) que é de evitar um casamento na praia em época balnear e aos fins-de-semana. A razão é óbvia, esses espaços estão todos sobrelotados por essa altura e irás sentir-te observada pelos olhares mais curiosos.

 

Plano B?
Qualquer casamento precisa de um plano B e os casamentos na praia ainda mais. Existem decisões inteligentes que podes tomar para prevenir e evitar alguns imprevistos que este tipo de eventos pode ter. Deve ser uma celebração com um número pequeno de convidados.
O final de tarde é a altura ideal para se realizarem os casamentos na praia, depois do pico do calor e antes de se fazer sentir o frio da brisa marítima, para além de poderes assistir a um fantástico sunset, bastante romântico. Deves pensar em estratégias caso a meteorologia queira pregar alguma partida.
É importante que te informes sobre a subida e descida das marés para não correres o risco, caso a praia seja pequena, de ficares sem espaço para a festa.

 

A decoração?
A decoração deve ser minimalista. O cenário escolhido já contribui para o cenário, precisando apenas de alguns apontamentos estratégicos para o adornar. Reproduz as cores que a própria natureza já te dá: o azul marinho, o dourado e o branco.
Opta por elementos decorativos que sejam funcionais como bonitas mantas nas cadeiras para que os teus convidados possam aproveitar a festa, e não sejam incomodados pela brisa fresca do mar.
São casamentos mais informais e cujo dress code é mais descontraído. As havaianas são permitidas neste tipo de cerimónias.

 

 

Os gastos imprevistos num casamento de praia são maiores do que numa cerimónia tradicional. Pondera bem na escolha deste tipo de casamento mas pensa também no fantástico cenário que poderás usufruir.

 

www.zankyou.pt


SUBIR
x
Utilizamos cookies próprios e de terceiros para facilitar e melhorar a navegação, reunir informação estatística da sua navegação e mostrar-lhe conteúdos e publicidade relacionados com as suas preferências. Se continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Pode obter mais informação consultando a nossa política de cookies e condições de utilização.