No momento da discórdia
No momento da discórdia

Todos os relacionamentos vivem momentos bons e momentos maus. Nem tudo é cor de rosa como se pinta nos contos de fadas. Um casal quando decide ter um relacionamento tem, desde o prícipio, de saber aceitar os defeitos da sua cara metade.

 


As discussões não têm, necessáriamente, de serem negativas, tudo depende da atitude. Assim, e sabendo que na árdua tarefa de organizar um casamento existem vários pontos de discórdia num casal, hoje dizemos-te quais são e qual a posição que não deves assumir perante eles!

 

 

A data do casamento: Primeiro e o ponto fulcral da grande discórdia! Tu queres no Verão. Ele quer na Primavera. As férias não coicidem! Escolher uma data não é assim tão fácil como parece. Muitas das vezes temos limitações que são impostas pelos nossos compromissos, como o trabalho ou a família. Tenham em atenção que as circunstâncias são convenientes para os dois de forma a diminuir a pressão que a organização de um casamento exige.

 


O orçamento: sim, fartamo-nos de falar do tema orçamento, mas, sem dúvida, é muito importante quando estamos a planear o nosso dia especial. Sendo, para a maioria das mulheres, um sonho de criança a tornar-se realidade, estamos mais propensas a gastar mais dinheiro. Assim, este tema pode gerar algumas discórdias uma vez que o noivo pode estar a pensar em outros planos, como a entrada para uma casa, para a lua-de-mel ou simplesmente para uma conta poupança e não estar tão virado para fazer um grande investimento num só dia. É tudo uma questão de prioridades. E nem sempre têm de coincidir a 100% com as dele. O importante é que ambos queiram chegar a um compromisso.

 


O número de convidados: fazer a lista de convidados também se pode tornar numa dor de cabeça. Tens uma família enorme e queres tê-los a todos contigo no grande dia. Ele, pelo contrário, tem uma família mais pequena e prefere uma cerimónia mais intimista. É momento de fazer compromissos e acertar alguns pontos. A melhor forma é optarem por um meio termo entre o teu número ideal e o dele.

 


A lua de mel: é a viagem onde vão celebrar essa data tão especial, onde poderão namorar muito, passar os primeiros temos de casados juntos e relaxar depois de meses de stress. A lua-de-mel respresenta um investimento generoso por isso, deve ser uma viagem de sonho para os dois. Mas, imaginemos que a tua viagem de sonho é uma semana no México e a dele é uma semana pela Ásia? Imagina que tu preferes um ambiente tropical e calmo e ele prefere as cidades com história e monumentos para visitar? Devem ter muito em atenção a este tema e chegarem a um acordo para que os dois possam desfrutar da vossa lua-de-mel da melhor forma!

 

 

O tipo de cerimónia: esta discórdia aplica-se, essencialmente, a casais com crenças ou rituais diferentes. É um tema bastante complicado e sencível de debater, mas terá de haver uma cedência ou chegarem a alguma conclusão. Afinal de contas o que importa é o amor e que sejam felizes juntos.

 

 

Estas perguntas, certamente, virão à conversa na hora da organização do vosso casamento e, com certeza, cada casal terá a sua resposta. A chave está numa discussão saudável, de forma a chegarem a um consenso. Sejam compreensivos um com o outro e façam do vosso casamento um dia especial!

 


http://www.zankyou.pt/

 


SUBIR
x
Utilizamos cookies próprios e de terceiros para facilitar e melhorar a navegação, reunir informação estatística da sua navegação e mostrar-lhe conteúdos e publicidade relacionados com as suas preferências. Se continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Pode obter mais informação consultando a nossa política de cookies e condições de utilização.